Rod. Engº Ermenio de O. Penteado, Km 47,6 - Indaiatuba/ SP Brazil

Idioma

55 19 3885 9608

Conteúdo

Acadêmico

Materiais Didáticos Fupresa
Pensando sempre na formação de profissionais da área de engenharia química, mecânica e de processos, a Fupresa desenvolve e disponibiliza conteúdo técnico relacionado aos diversos processos fabris voltados à metalurgia de peças industriais. Estes documentos são baseados em boas práticas industriais, conhecimento acadêmico de profissionais com extrema expertise de mercado e renomada atuação.

COMPARAÇÃO

FUNDIDOS versus FORJADOS

Para melhor entendimento das principais diferenças entre os processos de fundição e forjamento, a Fupresa preparou um estudo comparativo.

Projeto de peças sinterizadas

Limitações e Considerações

A primeira consideração a ser feita é que as peças de aço originalmente projetadas para serem produzidas pelos métodos metalúrgicos convencionais dificilmente podem ser produzidas por sinterização sem modificações.

Para extrair as máximas vantagens do processo de sinterização (alta precisão dimensional e excelente acabamento superficial) é necessário projetar adequadamente as modificações a serem introduzidas na peça em si em função das limitações que a própria operação de compressão (operação fundamental do processo) impõe.

A técnica de sinterização (metalurgia do pó) se adapta bem aos itens com formas que não apresentem grandes variações nas dimensões das secções transversais. Do mesmo modo, cantos e ângulos vivos, paredes muito finas e particularidades semelhantes devem ser evitadas, porque o pó, sob a ação da pressão, não escoa como os líquidos, o que impede o preenchimento adequado das reentrâncias nas cavidades das matrizes.

Projetista do Produto deve ter em mente uma série de regras que restringem a liberdade no projeto das peças sinterizadas e deve considerar a obrigatoriedade de usinagem suplementar no caso do produto acabado assim o exigir.

Tais regras podem ser resumidas conforme abaixo:



QUADRO COMPARATIVO

Processo Custo
Molde
Custo
Peça
Opções
Liga
Liberdade
Design
Capacidade
Volume
Conicidade
Saída
Controle
Tolerância
Faixa
Tamanho
Acabamento
Superficial
Espessura
Parede
Prazo
Desenvolvimento
MICROFUSÃO MÉDIO ALTO MUITAS ALTA QQER NÃO FINO ATÉ MÉDIO BOM PEQUENA MÉDIO
FORJAMENTO ALTO BAIXO POUCAS BAIXO ALTO SIM GROSSEIRO PEQUENO MÉDIO MÉDIA LONGO
SINTERIZAÇÃO ALTO MÉDIO ALGUMAS BAIXA ALTO NÃO FINÍSSIMO PEQUENO ÓTIMO PEQUENA LONGO
FUNDIÇÃO EM AREIA BAIXO BAIXO MUITAS BAIXA QQER SIM GROSSEIRO QQER GROSSEIRO MÉDIA CURTO